Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,31 3,31
EURO 3,89 3,89

Construção de passarela na rodovia Anhanguera é discutida em audiência

A Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa realizou audiência pública para discutir a construção de uma passarela no quilômetro 134 da rodovia Anhanguera, em Limeira. Representantes da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado (Artesp) e da concessionária CCR AutoBAn foram ouvidos no encontro, realizado na última quinta-feira (23/11). O representante da Artesp Carlos Alberto Ferraz Campos citou exigências previstas no edital para construção de uma passarela: "o contrato com a concessionária daquela região prevê obras em função do aumento do fluxo de veículos ou de pedestres. A implantação da passarela vincula-se a uma demanda de 80 pessoas transitando no local no prazo de uma hora". Ele mencionou um estudo da Artesp que propõe alternativas para melhorar a travessia nos casos em que o fluxo de pessoas não é suficiente para a cosntrução de uma passarela. "Para garantir a segurança dos pedestres, implantamos nessas situações travessias sinalizadas, inclusive com iluminação " já que 82% dos atropelamentos acontecem à noite", explicou. O deputado Chico Sardelli (PV) questionou o estudo da agência. "Existe uma abertura na rodovia, admitindo que há um fluxo de pessoas passando de um lado do bairro dos Lopes para o outro " onde existem escolas, postos de saúde e comércio. Existe vida ativa da comunidade dependendo da travessia para realizar suas atividades." Sardelli afirmou que a construção da passarela é responsabilidade da Artesp e da concessionária. Grover Lopes Carvalho, técnico da CCR AutoBAn, explicou que a concessionária tem buscado alternativas. "O local da travessia foi definido por meio de reunião com o representante dos moradores. Nós temos trabalhado muito na questão da segurança. Houve uma redução de mais de 50% nos acidentes na rodovia. Quanto a casos de vítimas fatais, reduzimos mais da metade", afirmou. O deputado Celso Nascimento (PSC) considerou que as vítimas dos acidentes na região estão em segundo plano. "O edital deveria contemplar a preocupação com vidas humanas, e não ficar restrito às questões técnicas. Se continuarmos analisando as mortes de forma pragmática, por um lado estatístico, nós veremos o crescimento dos acidentes naquele local", afirmou. O encontro foi uma iniciativa dos deputados Chico Sardelli (PV) e Márcia Lia (PT).
23/11/2017 (00:00)

Contate-nos

Campos e Mascari Advogados

Rua Alvares Machado  41  Conjunto 6 C
-  Liberdade
 -  São Paulo / SP
-  CEP: 01501-030
+55 (11) 31011639+55 (11) 971972177+55 (11) 994667077+55 (11) 992954198
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia