Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
30ºC
Min
18ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - São Paulo, ...

Máx
28ºC
Min
19ºC
Nublado e Pancadas d

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,23 3,23
EURO 3,85 3,85

Prevenção ao suicídio será tema de debate no auditório Franco Montoro

A Assembleia Legislativa reunirá especialistas para discutir a prevenção ao suicídio, na terça-feira (12/9), a partir das 14h. O debate marca a campanha de conscientização "Setembro Amarelo", realizada no Estado desde 2014 para alertar a população sobre este tema, que é cercado de tabus. A discussão abordará as formas de prevenção e os fatores sociais e psíquicos que levam uma pessoa a pensar em suicídio, considerada uma epidemia silenciosa. O suicídio de jovens cresce de modo lento, mas constante, no Brasil: dados mostram que a taxa de suicídios na população de 15 a 29 anos de idade subiu de 5,1 por 100 mil habitantes em 2002 para 5,6 em 2014 - um aumento de quase 10%, em 12 anos. Os números são do Mapa da Violência 2017, estudo publicado anualmente a partir de dados oficiais do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. O Palácio 9 de julho aderirá à campanha e terá a fachada iluminada de amarelo. Várias cidades do Brasil terão os principais monumentos, prédios públicos e viadutos iluminados na cor da campanha para chamar a atenção da sociedade. A campanha Setembro Amarelo originou-se em 1994 nos EUA. Na ocasião, um jovem de 17 anos se matou, causando um acidente com seu carro amarelo. No funeral, a família distribuiu cartões e fitas amarelas para alertar sobre o suicídio.
11/09/2017 (00:00)

Contate-nos

Campos e Mascari Advogados

Rua Alvares Machado  41  Conjunto 6 C
-  Liberdade
 -  São Paulo / SP
-  CEP: 01501-030
+55 (11) 31011639+55 (11) 971972177+55 (11) 994667077+55 (11) 992954198
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia