Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,31 3,31
EURO 3,89 3,89

São Caetano do Sul e Santos homenageiam Judiciário

Paulo Dimas foi agraciado nos dois municípios. O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, recebeu título de cidadão nas cidades de São Caetano do Sul e Santos, nos dias 22 e 23. São Caetano do Sul – O Poder Judiciário paulista foi homenageado ontem, em cerimônia realizada na Câmara de São Caetano do Sul. Com a presença de muitos magistrados, integrantes do Ministério Público, advogados, vereadores, secretários municipais e servidores da Justiça, Paulo Dimas foi recepcionado pelos munícipes sulsancaetanenses como filho da terra. Ao abrir a sessão solene, o presidente da Câmara, Eclerson Pio Mielo, informou que os integrantes do Poder Legislativo, por votação unânime, decidiram pela outorga do título ao presidente do TJSP em razão do muito que tem feito em prol do cumprimento das leis e da distribuição da Justiça. Autor do projeto de lei, o vereador Anacleto Campanella Junior, destacou a trajetória do homenageado e a similaridade com a história de São Caetano do Sul. “Quero que fique registrado em nossos anais para que o exemplo do nosso conterrâneo seja seguido pelos jovens da cidade.” Presença surpresa, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Dimas Eduardo Ramalho, compareceu para cumprimentar o amigo. “Vi na agenda do presidente e disse: vou comparecer para homenageá-lo.” Dimas Ramalho contou fatos da época em que eram estudantes de Direito e um pouco da trajetória profissional de ambos. “Vim para cumprimentar São Caetano, porque o filho que ela recebe hoje orgulha todo o nosso povo.” Também fez uso da palavra o prefeito José Auricchio Junior, que se disse honrado pela aceitação do título, destacando e valorizando a iniciativa do Poder Legislativo. Em seu agradecimento, Paulo Dimas destacou que recebia a homenagem em nome de todos os magistrados e servidores do Estado de São Paulo. Pontuando um a um os presentes, o presidente do TJSP lembrou a importância da liberdade, a responsabilidade e o respeito para com a arte de fazer política. “Política é a arte de dialogar em busca do bem comum.” Ao fim de suas palavras, ofereceu o título que recebia aos dois magistrados que tiveram suas vidas ceifadas neste mês – Paulo Jorge Scartezzini Guimarães, da 4ª Vara Cível do Foro Regional de Pinheiros, e Adriana Nolasco da Silva, da 2ª Vara Cível de Jundiaí – e que, como registrou Paulo Dimas, “deixaram grande legado à Magistratura paulista”. O novo “Cidadão Sulsancaetanense” também falou do orgulho que sentia, pois sua mãe foi professora na cidade, além da nova conquista do TJSP: o selo Ouro concedido pelo Conselho Nacional de Justiça, prêmio esse que também fazia questão de pidir com o quadro do Judiciário, composto de magistrados e servidores muito dedicados. Também participaram da cerimônia o desembargador federal Valdir Florindo; o juiz diretor do fórum de São Caetano do Sul, Dagoberto Jeronimo do Nascimento; o vice-prefeito Roberto Luiz Vidoski; os vereadores Marcos Sérgio Gonçalves Fontes, César Rogério Oliva, Edison Roberto Parra, Marcel Franco Munhoz, Ubiratan Ribeiro Figueiredo, Sueli Nogueira e Dr. Serafim; os juízes da Comarca de São Caetano do Sul Ana Lúcia Fusaro (2ª Vara Cível), Ana Paula Ortega Marson (Vara do Juizado Especial), Érika Ricci (1ª Cível) e Sérgio Noboru Sakagawa (3ª Cível); a juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública de São Bernardo do Campo, Ida Inês Del Cid; o juiz Jayme Aparecido Tortorello; o secretário municipal de Assuntos Jurídicos, José Luiz Toloza Oliveira Costa; o presidente da 40ª Subseção da OAB São Caetano do Sul, Adilson Paulo Dias e o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Sérgio Ricardo Moretti. Santos – Na Câmara Municipal, o presidente Paulo Dimas recebeu em nome de toda a Corte Bandeirante o título de cidadão emérito de Santos. “Traduzimos através de sua pessoa o carinho e o respeito que essa Casa e a sociedade santista nutrem pelo Tribunal de Justiça”, explicou o presidente da Câmara, vereador Adilson dos Santos Júnior. Em seu discurso de agradecimento, Paulo Dimas compartilhou o galardão com o Poder Judiciário do Estado de São Paulo e, assim como em São Caetano, fez menção aos “dois colegas que perdemos recentemente: os juízes Paulo Jorge Scartezzini Guimarães e Adriana Nolasco da Silva”. “Que conste o nosso pesar pela perda recente de dois magistrados brilhantes e jovens”, declarou. O presidente tem ligação especial com a região, pois foi lá que iniciou sua carreira, primeiro como promotor e, depois, como juiz. “Aqui encontrei magníficas pessoas que me acolheram”, contou. “Agora, depois de tantos anos, ainda mantenho vivos os mesmos sonhos e ideais.” “O trabalho que o desembargador Paulo Dimas tem feito à frente do Tribunal de Justiça de fato é diferenciado”, afirmou o autor do decreto legislativo que concede a cidadania, vereador Bruno Orlandi. “Quando uma personalidade recebe o título de cidadão emérito é por que conquistou avanços para a cidade”, continuou. Para o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, “a homenagem simboliza o reconhecimento pelo trabalho feito na região”. Também prestigiaram a cerimônia o coordenador da 1ª Circunscrição Judiciária – Santos, desembargador Luiz Antonio Figueiredo Gonçalves; o juiz diretor do fórum de Santos e da 7ª Região Administrativa Judiciária– Santos, Joel Birello Mandelli; o promotor de Justiça da Comarca de Santos, Sandro Ethelredo Ricciotti Barbosa, representando o procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo; o desembargador Amable Lopez Soto; o vice-prefeito de Santos, Sandoval Soares; o diretor da Faculdade de Direito da Unimes, juiz substituto em 2º grau Ramon Mateo Júnior; o juiz assessor da Presidência Valdir Ricardo Lima Pompêo Marinho; o juiz Paulo Sérgio Mangerona, representando o presidente da Apamagis; o deputado estadual Paulo Corrêa Júnior; os vereadores Audrey Kleys, Manoel Constantino e Sérgio Caldas Santana; o presidente da 2ª Subseção da OAB SP - Santos, Luiz Fernando Afonso Rodrigues; o delegado de polícia pisionário Marcelo de Lima Lessa, representando o diretor do Deinter 6; o procurador de Justiça Otávio Borba; demais magistrados, integrantes do Ministério Público, advogados, secretários municipais, militares e servidores do Legislativo e do Judiciário.
24/11/2017 (00:00)

Contate-nos

Campos e Mascari Advogados

Rua Alvares Machado  41  Conjunto 6 C
-  Liberdade
 -  São Paulo / SP
-  CEP: 01501-030
+55 (11) 31011639+55 (11) 971972177+55 (11) 994667077+55 (11) 992954198
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia